Translations by Neliton Pereira Jr.

Neliton Pereira Jr. has submitted the following strings to this translation. Contributions are visually coded: currently used translations, unreviewed suggestions, rejected suggestions.

150 of 326 results
~
When you want to do something like a `stable release update`_ (SRU), or you just want to examine the code in an old release, you'll want to grab the branch corresponding to a particular Ubuntu release. For example, to get the Tomboy package for Maverick do::
2013-04-18
Quando você quiser fazer algo como uma `atualização de versão estável`_ (SRU), ou apenas quiser examinar o código em uma versão antiga, você terá que pegar o ramo correspondente a uma versão do Ubuntu específica. Por exemplo, para obter o pacote do Tomboy para o Maverick, faça::
~
Sometimes you might want to make new functionality available in a stable release which is not connected to a critical bug fix. For these scenarios you have two options: either you `upload to a PPA <https://help.launchpad.net/Packaging/PPA>`_ or prepare a backport.
2013-04-13
Às vezes, você pode querer fazer uma nova funcionalidade disponível em uma versão estável que não está conectada a um corretor de bug crítico. Neste caso, você tem duas opções: ou você `envia para um PPA <https://help.launchpad.net/Packaging/PPA>`_ ou prepara um backport.
~
*Ubuntu Distributed Development* (UDD) is a new technique for developing Ubuntu packages that uses tools, processes, and workflows similar to generic distributed version control system (DVCS) based software development. The DVCS used for UDD is Bazaar_.
2013-04-07
O *Desenvolvimento Distribuído Ubuntu* (sigla em inglês UDD) é uma nova técnica para o desenvolvimento dos pacotes do Ubuntu que usa ferramentas, processos e fluxos de trabalho similares ao desenvolvimento de programas baseados no sistema de controle de versão distribuído (sigla em inglês DVCS) genérico. O DVCS usado pelo UDD é o Bazaar_.
~
`whoami` will tell Bazaar which name and email address it should use for your commit messages. With `launchpad-login` you set your Launchpad ID. This way code that you publish in Launchpad will be associated with you.
2013-04-07
"whoami" irá dizer ao Bazaar que nome e endereço de e-mail você deve usar para submeter mensagens. Com "launchpad-login", você define a sua ID no Launchpad. Assim, o código que você publicar no Launchpad será associado a você.
~
Similar to Bazaar, the Debian/Ubuntu packaging tools need to learn about you as well. Simply open your `~/.bashrc` in a text editor and add something like this to the bottom of it::
2013-04-07
De maneira similar ao Bazaar, as ferramentas de empacotamento do Debian/Ubuntu precisam aprender sobre você também. Abra o seu "~/.bashrc" em um editor de texto e adicione algo parecido com isso ao final::
~
This would use the source package in ``/tmp/glib2.0-2.35.7/`` and run the tests from this tree against the package ``glib2.0`` from the archive. The option ``-S`` also supports schemes for bzr, git, and apt sources. If you only specify a source with ``-S`` but do not specify a package name, this will instead build the branch and install the binaries from that build; this is useful if you want to run tests on a newer version than the one packaged in Ubuntu, or the package is not in Ubuntu at all. If use the ``-k`` flag you can log into the virtual machine after the tests were run. This makes it very easy to debug issues.
2013-04-01
Isto usaria o pacote fonte em ``/tmp/glib2.0-2.35.7/`` e executaria os testes desta árvore com o ``glib2.0`` a partir do arquivo. A opção ``-S`` também suporta esquemas para fontes bzr, git, e apt. Se você somente especificar uma fonte com ``-S``, mas não especificar o nome do pacote, o ramo será compilado e os binários daquela compilação serão instalados; isto é útil se você quer executar testes em uma nova versão de um pacote no Ubuntu, ou se o pacote não estiver no Ubuntu. Se usar a opção ``-k``, você pode entrar na máquina virtual após a execução dos testes. Isso torna mais fácil depurar problemas.
~
Once you have the source package branch in a shared repository, you'll want to create additional branches for the fixes or other work you plan to do. You'll want to base your branch off the package source branch for the distro release that you plan to upload to. Usually this is the current development release, but it may be older releases if you're backporting to an SRU for example.
2013-04-01
Uma vez que você tenha a ramificação do pacote fonte em um repositório compartilhado, você deverá criar ramificações adicionais para as correções ou outro trabalho que planeje fazer. Você deverá basear a sua ramificação fora do ramo de origem do pacote para a versão de distribuição para a qual planeja enviar. Normalmente, é a versão de desenvolvimento atual, mas pode ser de versões mais antigas, se você está fazendo um backport de uma SRU, por exemplo.
~
UDD branches use Bazaar, a distributed revision control system intended to be easy to use for those familiar with popular systems such as Subversion while offering the power of Git.
2013-04-01
Os ramos UDD utilizam o Bazaar, um sistema de controle de revisão distribuída que visa ser fácil de usar àqueles familiarizados com sistemas famosos como o Subversion, oferencendo, ao mesmo tempo, os recursos do Git.
~
It is not critical to have a link to a bug for every change you make, but if you are fixing reported bugs then linking to them will be useful.
2013-04-01
Não é essencial que você tenha um link para um erro para cada modificação que você faça, mas se você estiver corrigindo erros relatados, então fazer links para eles será conveniente.
~
The general form of the URL you should push your branch to is::
2013-04-01
A forma geral do URL para o qual você deve enviar o seu ramo é::
~
Traditional packaging would edit these files and upload. However this gives limited opportunity to collaborate with other developers, changes have to be passed around as diff files with no central way to track them and two developers can not make changes at the same time. So most teams have moved to putting their packaging in a revision control system. This makes it easier for several developers to work on a package together. However there is no direct connection between the revision control system and the archive packages so the two must be manually kept in sync. Since each team works in its own revision control system a prospective developer must first work out where that is and how to get the packaging before they can work on the package.
2013-04-01
O empacotamento tradicional consistiria em editar esses arquivos e então enviá-los de volta. Entretanto, isto daria pouca oportunidade de colaborar com outros desenvolvedores, alterações teriam que ser passadas através de arquivos diff sem uma maneira centralizada de rastreá-los, e dois desenvolvedores não poderiam fazer alterações ao mesmo tempo. Então a maioria dos times passaram a colocar os seus empacotamentos em um sistema de controle de revisão. Isto torna mais fácil para diversos desenvolvedores trabalharem em um pacote juntos. Entretanto, não há conexão direta entre o sistema de controle de revisão e os pacotes do arquivo, então os dois devem ser mantidos em sincronia manualmente. Como cada time trabalha em seu próprio sistema de controle de revisão, um desenvolvedor em potencial deve antes descobrir onde está e como obter o empacotamento antes que possa trabalhar no pacote.
~
means the importer has failed. You can find out why on http://package-import.ubuntu.com/status/ and `file a bug on the UDD project`_ to get the issue resolved.
2013-04-01
significa que houve falha na importação. Você pode descobrir o porquê em http://package-import.ubuntu.com/status/ e `file a bug on the UDD project`_ para ter esse problema resolvido.
~
*Ubuntu Distributed Development* (UDD) is a new technique for developing Ubuntu packages that uses tools, processes, and workflows similar to generic distributed version control system (DVCS) based software development. The DVCS used for UDD is Bazaar_.
2013-04-01
O *Desenvolvimento Distribuído Ubuntu* (sigla em inglês UDD) é uma nova técnica para o desenvolvimento dos pacotes do Ubuntu que usa ferramentas, processos e fluxos de trabalho similares ao desenvolvimento de programas baseados no sistema de controle de versão distribuído (sigla em inglês DVCS) genérico. O DVCS usado pelo UDD é o Bazzar_.
~
This will download the upstream source ``kdetoys_4.6.5.orig.tar.bz2``, the packaging ``kdetoys_4.6.5-0ubuntu1.debian.tar.gz`` and the meta-data ``kdetoys_4.6.5-0ubuntu1~ppa1.dsc``. Assuming you have dpkg-dev installed it will extract these and give you the source package.
2013-04-01
Isto irá baixar o fonte do upstream "kdetoys_4.6.5.orig.tar.bz2", o empacotamento "kdetoys_4.6.5-0ubuntu1.debian.tar.gz" e os metadados "kdetoys_4.6.5-0ubuntu1~ppa1.dsc". Pressupondo que você possua o dpkg-dev instalado, ele irá extrair esses pacotes e lhe dar o pacote fonte.
~
The ``--version`` option is used to specify the upstream version that is being merged in, as the command isn't able to infer that (yet).
2013-04-01
A opção "--version" é usada para especificar a versão do upstream que está sendo mesclada, eis que o comando não consegue inferir isto (ainda) .
~
Updating your copy of a branch that corresponds to the package in a particular release is very simple, simply use `bzr pull` from the appropriate directory::
2013-04-01
Atualizar sua cópia de um ramo que corresponde ao pacote de uma versão específica é bastante simples, é só usar "bzr pull" do diretório apropriado::
~
The last parameter is the location of the tarball that you are upgrading to; this can either be a local filesystem path, or a http, ftp, sftp, etc. URI as shown. The command will automatically download the tarball for you. The tarball will be renamed appropriately and, if required, converted to ``.gz``.
2013-04-01
O último parâmetro é a localização do tarball para o qual você está atualizando; pode ser tanto um caminho do seu sistema de arquivos local, ou um URI http, ftp, sftp, etc, como mostrado. O comando irá baixar automaticamente o tarball para você. O tarball será renomeado apropriadamente e, se necessário, convertido para ".gz".
~
(This command uses *qbzr* for a GUI, run ``log`` instead of ``qlog`` for console output.)
2013-04-01
(Este comando utiliza *qbzr* para uma interface gráfica, execute ``log`` em vez de ``qlog`` para saída de console.)
~
There is no way to build directly from branches. You need to create a source package and upload that.
2013-04-01
Não há como compilar diretamente a partir dos ramos. Você precisa criar um pacote fonte e enviá-lo.
~
The tomboy.dev directory represents the version of Tomboy in the development version of Ubuntu, and you can always ``cd`` into this directory and do a `bzr pull` to get any future updates.
2013-04-01
O diretório tomboy.dev representa a versão do Tomboy na versão de desenvolvimento do Ubuntu, e você pode sempre ir a este diretório e executar um "bzr pull" para obter quaisquer atualizações futuras.
~
Getting the latest in to your working branches
2013-04-01
Obtendo os mais recentes para dentro do seu ramo de trabalho
~
From this we can clearly see what has changed in Ubuntu compared to Debian, very handy.
2013-04-01
A partir disto, podemos observar claramente o que foi alterado no Ubuntu em comparação com o Debian, muito útil.
~
where *package* refers to the package name you're interested in. This URL refers to the package in the current development version of Ubuntu. To refer to the branch of Tomboy in the development version, you would use::
2013-04-01
Onde *pacote* se refere ao nome do pacote em que você está interessado. Esta URL se refere ao pacote na versão atualmente em desenvolvimento do Ubuntu. Para se referir ao ramo do Tomboy na versão em desenvolvimento, você usaria::
~
If the package you want to work on is available in Debian but not Ubuntu, it's still easy to import the code to a local bzr branch for development. Let's say you want to import the `newpackage` source package. We'll start by creating a shared repository as normal, but we also have to create a working tree to which the source package will be imported (remember to cd out of the `tomboy` directory created above)::
2013-04-01
Se o pacote no qual você quer trabalhar estiver disponível no Debian mas não no Ubuntu, ainda assim é fácil importar o código para um ramo bzr local para desenvolvimento. Digamos que você quer importar o pacote fonte "novopacote". Nós iremos começar criando um repositório compartilhado como de costume, mas também temos que criar uma árvore de trabalho para a qual o pacote fonte será importado (lembre-se de sair do diretório do "tomboy" criado acima)::
~
Bazaar provides some very nice shortcuts for accessing Launchpad's source branches of packages in both Ubuntu and Debian.
2013-04-01
O Bazaar fornece alguns atalhos bem interessantes para acessar os ramos fonte de pacotes do Launchpad tanto do Ubuntu como do Debian.
~
You will see that a `tomboy` directory is created in your current working area. Change to this new directory for the rest of your work::
2013-04-01
Você verá que um diretório "tomboy" foi criado na sua área de trabalho atual. Altere para esse novo diretório para o restante de seu trabalho::
~
Occasionally the importer fails and packaging branches do not match what is in the archive. A message saying::
2013-04-01
Ocasionalmente o importador falha e os ramos de empacotamento não correspondem com o que está no arquivo. Uma mensagem dizendo::
~
When you want to do something like a `stable release update`_ (SRU), or you just want to examine the code in an old release, you'll want to grab the branch corresponding to a particular Ubuntu release. For example, to get the Tomboy package for Maverick do::
2013-04-01
Quando você quiser fazer algo como uma "atualização de versão estável" (SRU), ou apenas quiser examinar o código em uma versão antiga, você terá que pegar o ramo correspondente a uma versão do Ubuntu específica. Por exemplo, para obter o pacote do Tomboy para o Maverick, faça::
~
Getting a branch for a particular release
2013-04-01
Obtendo um ramo para uma versão em particular
~
Traditionally Ubuntu packages have been kept in tar archive files. A traditional source package is made up of the upstream source tar, a "debian" tar (or compressed diff file for older packages) containing the packaging and a .dsc meta-data file. To see a traditional package run::
2013-04-01
Tradicionalmente, os pacotes do Ubuntu são mantidos em arquivos tar. Um pacote fonte tradicional é composto pelo tar fonte do upstream, um tar "debian" (ou arquivo diff compactado nos pacotes mais antigos) contendo o empacotamento e um arquivo de metadados .dsc. Para ver um pacote tradicional, execute::
~
Some packages have not been successfully imported into UDD branches. Recent versions of Bazaar will automatically notify you when this is the case. You can also check the `status of the package importer`_ manually before working on a branch.
2013-04-01
Alguns pacotes não foram importados apropriadamente para os ramos do UDD. Versões recentes do Bazaar irão notificá-lo automaticamente quando este for o caso. Você também pode verificar o `status of the package importer`_ manualmente antes de trabalhar em um ramo.
~
If someone else has landed changes on a package, you will want to pull those changes in your own copies of the package branches.
2013-04-01
Se alguém mais enviou alterações para um pacote, você deverá puxar essas alterações para suas próprias cópias dos ramos do pacote.
~
Do this using the `bzr init-repo` command, passing it the directory name we would like to use::
2013-04-01
Faça isto usando o comando "bzr init-repo", passando a ele o nome do diretório que gostaríamos de usar::
~
There are a couple of things that we do first in order to make the workflow more efficient later. Once you are used to the process you will learn when it makes sense to skip these steps.
2013-04-01
Há algumas coisas que fazemos primeiro para que o fluxo de trabalho seja mais eficiente depois. Quando você estiver acostumado com o processo, você irá saber quando faz sentido pular estas etapas.
~
The `builddeb` plugin has several `configuration options`_.
2013-04-01
O plug-in "builddeb" tem várias `opções de configuração`_.
~
When you do your ``bzr branch`` you will get a message telling you if the packaging branch is up to date. For example::
2013-04-01
Quando você fizer o seu ramo bzr você irá receber uma mensagem informando se o ramo de empacotamento está atualizado. Por exemplo::
~
As you can see, we just need to provide the remote location of the dsc file, and Bazaar will do the rest. You've now got a Bazaar source branch.
2013-04-01
Como você pode ver, nós só precisamos fornecer a localização remota do arquivo dsc, e o Bazaar fará o resto. Agora você tem um ramo fonte no Bazaar.
~
Every source package in Ubuntu has an associated source branch on Launchpad. These source branches are updated automatically by Launchpad, although the process is not currently foolproof.
2013-04-01
Todo pacote fonte no Ubuntu tem um ramo fonte associado no Launchpad. Estes ramos fonte são atualizados automaticamente pelo Launchpad, embora o processo não seja tão fácil de usar atualmente.
~
You can use a similar scheme to access the source branches in Debian, although there are no shortcuts for the Debian distro-series names. To access the Tomboy branch in the current development series for Debian use::
2013-04-01
Você pode utilizar um procedimento semelhante para acessar os ramos fonte no Debian, embora não haja atalhos para os nomes de séries de distribuição do Debian. Para acessar um ramo do Tomboy na série de desenvolvimento atual do Debian, utilize::
~
This will try a number of methods to get the upstream tar, firstly by recreating it from the ``upstream-x.y`` tag in the bzr archive, then by downloading from the Ubuntu archive, lastly by running ``debian/rules get-orig-source``. The upstream tar will also be recreated when using bzr to build the package::
2013-04-01
Isto irá tentar vários métodos para obter o tar do upstream, primeiro recriando-o a partir da tag "usptream-x.y" no arquivo do bzr, depois baixando do arquivo do Ubuntu e, por último, executando "debian/rules get-orig-source". O tar do upstream também será recriado quando o bzr for usado para construir o pacote::
~
Since they are unique, you can also abbreviate the distro-series name::
2013-04-01
Uma vez que são únicos, você pode abreviar o nome da série da distribuição::
~
Library symbols are tracked in ``.symbols`` files to ensure none go missing for new releases. KDE uses C++ libraries which act a little differently compared to C libraries. Debian's Qt/KDE Team have scripts to handle this. See `Working with symbols files`_ for how to create and keep these files up to date.
2013-04-01
Símbolos de bibliotecas são rastreados no arquivo ".symbols" para assegurar que nenhum falte nos próximos lançamentos. O KDE usa bibliotecas C++, que atuam de forma um pouco diferente das bibliotecas C. O Time Qt/KDE do Debian tem scripts para lidar com isto. Consulte `Trabalhando com arquivos de símbolos`_ para saber como criar e manter esses arquivos atualizados.
~
Working with patches is fiddly. Patches can be seen as a branched revision control system, so we end up with RCS on top of RCS.
2013-04-01
Trabalhar com patches é difícil. Patches podem ser vistos como um sistema de controle de revisão ramificado, então nós acabamos com um RCS em cima de um RCS.
~
We use the `bzr branch` command to create a local branch of the package. We'll name the target directory `tomboy.dev` just to keep things easy to remember::
2013-04-01
Nós usamos o comando "bzr branch" para criar um ramo local do pacote. Nós nomearemos o diretório destino de "tomboy.dev" só para que seja fácil de lembrar::
~
The merge history includes two separate branches, one for the upstream source and one which adds the ``debian/`` packaging directory::
2013-04-01
O histórico de mesclagens inclui dois ramos separados, um para a fonte upstream e outro que adiciona o diretório de empacotamento "debian/"::
~
To refer to the version of a source package in an older release of Ubuntu, just prefix the package name with the release's code name. E.g. to refer to Tomboy's source package in Maverick_ use::
2013-04-01
Para se referir à versão de um pacote fonte em uma versão antiga do Ubuntu, é só prefixar o nome do pacote com o nome da versão. P. ex., para se referir ao pacote fonte do Tomboy no Maverick_ use::
~
`Harvest <http://harvest.ubuntu.com/>`_ is where we keep track of various TODO lists regarding Ubuntu development. It lists bugs that were fixed upstream or in Debian already, lists small bugs (we call them 'bitesize'), and so on. Check it out and find your first bug to work on.
2013-04-01
`Harvest <http://harvest.ubuntu.com/>`_ é onde podemos seguir as várias listas de afazeres relacionadas ao desenvolvimento do Ubuntu. Ele lista erros que já foram corrigidos no upstream ou no Debian, lista pequenos erros (que chamamos de "bitezise"), e assim por diante. Confira o site e encontre o seu primeiro bug para trabalhar.
~
See ``man dpkg-source`` and the `source/format section (Section 5.21) <http://www.debian.org/doc/manuals/maint-guide/dother.en.html#sourcef>`_ of the Debian New Maintainers' Guide for additional details.
2013-04-01
Consulte o "man dpkg-source" e a seção sobre fonte/formato (Seção 5.21) <http://www.debian.org/doc/manuals/maint-guide/dother.en.html#sourcef>`_ do Guia dos novos mantenedores do Debian" para detalhes adicionais.
~
If you do *not* have a ``debian/watch`` file, you'll need to specify the location of the upstream tarball, and the version manually::
2013-04-01
Se você *não* tiver uma arquivo "debian/watch", você terá que especificar a localização do tarball no upstream, e a versão manualmente::
~
The `merge-upstream` command will either tell you that it completed successfully, or that there were conflicts. Either way you will be able to review the changes before committing as normal.
2013-04-01
O comando "merge-usptream" irá lhe dizer que terminou com sucesso, ou que houve conflitos. De uma forma ou de outra, você poderá revisar as alterações antes de subemter, como de costume.